Perguntas Frequentes

Visão geral do ABP

K
L
O que é o Portal de Biodiversidade do Açores (ABP)?

Última atualização a 2022/08/16

O ABP é uma infraestrutura digital aberta e colaborativa que agrega dados sobre biodiversidade dos Açores, proveniente de múltiplas fontes, de forma a tornar esta informação acessível à educação, investigação e inovação (para mais detalhes ver Sobre Nós).

K
L
Quem contribui com informação para o ABP?

Última atualização a 2022/08/16

A informação disponível no ABP é fornecida por múltiplas fontes e por diversos indivíduos, grupos na comunidade, organizações e instituições públicas (para mais detalhes ver Sobre Nós).

A informação submetida é verificada e validada pela equipa de especialistas do ABP (para detalhes ver Equipa Atual).

K
L
Que tipos de registos estão disponíveis no ABP?

Última atualização a 2022/08/16

O ABP disponibiliza informação baseada nos seguintes tipos de registos:

  • espécimen — o organismo, fotografia, som ou outro tipo de ficheiro multimédia da espécie recolhida de forma científica e gerida numa coleção de história natural ou herbário de um museu ou de uma instituição dedicada à investigação.
  • observação — registo baseado em observações por um individuo ou membro de uma organização. Observações podem ser suportadas por ficheiros multimédia como fotografias.

K
L
Como utilizar imagens do Portal de Biodiversidade dos Açores?

Última atualização a 2022/08/16

A maioria das imagens de plantas e animais disponibilizadas no site do PBA são fornecidas sob licença Creative Commons (CC) e/ou com direitos de autor. Se abrangidas pela licença CC, poderá utilizar essas imagens desde que cumpra os termos da variante específica do CC associada. Para as imagens com direitos de autor (i.e., “Copyright”), será necessário pedir permissão ao detentor dos direitos de autor. O PBA tem permissão para o uso das imagens no seu próprio site, mas não pode auferir esse direito a terceiros.

As permissões de uso podem ser confusas, pois enquanto alguns fotógrafos não permitem que outras pessoas usem as suas imagens, outros estão dispostos a compartilhá-las, desde que a sua autoria seja reconhecida. As informações de licenciamento constantes junto das imagens mostram a preferência do fotógrafo.

Espécies no ABP

K
L
Como identifico uma espécie?

Última atualização a 2022/08/16

Se não sabe ou não tem a certeza que espécie observou, há diversas formas de o descobrir.

O ABP tem uma equipa que o pode ajudar a identificar a(s) espécie(s). Basta enviar a sua informação por email (ex, imagem) ou diretamente aos especialistas do ABP (para contatos, ver Equipa Atual) ou para azoresbioportal@gmail.com

Em alternativa, pode também submeter a sua informação ao Biodivesity4all (https://www.biodiversity4all.org/), que têm também ao seu dispor uma comunidade de peritos e capacidade de reconhecimento de imagem para assistir na identificação de espécies. Desta forma, não é necessário saber o nome da espécie para submeter uma observação.

Pode também consultar os numerosos guias de campo dedicados à fauna e flora dos Açores (ver por exemplo Publicações do ABP).

Adicionalmente, o ABP está a desenvolver ferramentas online, como chaves de identificação, para assistir na identificação das espécies dos Açores.

K
L
Como submeto uma observação?

Última atualização a 2022/08/16

Atualmente existem duas formas de submeter observações ao ABP:

  1. Fazer o upload da informação (ex, imagem) no Portal da Biodiversidade dos Açores, na plataforma BioDiversity4all
  2. Submeter diretamente ao ABP, enviando um email ao azoresbioportal@gmail.com

Será também necessário submeter a seguinte informação: data, localização e nome da espécie observada. Quanto maior a informação submetida mais útil será o registo.

Não obstante, se não tiver o nome da espécie ou não tiver a certeza, por favor ver a secção FAQs Como identifico uma espécie?

K
L
Porque não encontro no ABP uma espécie que sei que existe nos Açores?

Última atualização a 2022/08/16

Muito embora o ABP tenha reunido esforços consideráveis para agregar toda a informação disponível sobre o biota açoriano, o ABP pode não apresentar informação sobre certas espécies. Estas incluem:

- espécies em que o nome pode ter sido alterado (ex. sinonímias);

- espécies que não se encontram listadas em nenhuma das fontes utilizadas pelo ABP;

- ortografia utilizada difere da oficialmente aceite;

- o nome comum pode não ser reconhecido pelo ABP.

K
L
Quando procuro por uma espécie no ABP, os resultados da minha procura apresentam uma espécie diferente?

Última atualização a 2022/08/16

Isto pode acontecer se o nome da espécie mudou (ex. sinónimia) ou se foi re-identificada nos Açores como pertencente a outra espécie (ex. identificação errónea). Na página da espécie, pode encontrar informação detalhada na secção “Sinónimias”, por baixo do mapa de distribuição.

K
L
Porque em algumas espécies as páginas contêm muito pouca informação

Última atualização a 2022/08/16

O ABP depende de terceiros para obter dados. Quanto mais dados são disponibilizados, mais conteúdo será apresentado nas páginas das espécies. Se têm dados sobre biodiversidade dos Açores, por favor contribua e partilhe com o ABP (para mais informação ver a secção dos FAQs Como submeto uma observação?)

K
L
Porque o ABP não apresenta informação sobre espécies invasoras?

Última atualização a 2022/08/16

O ABP é um portal dedicado ao biota dos Açores. Desta forma, os esforços iniciais foram dirigidos na obtenção de informação o mais completa possível sobre espécies nativas ou autóctones do arquipélago. Ademais, atualmente os dados científicos disponíveis sobre o biota dos Açores tendem a concentrarem-se em espécies nativas ou agrícolas. Não obstante, esforços estão a ser reunidos de forma a tornar a informação disponível no ABP mais inclusiva, incluindo assim mais informação sobre espécies exóticas ou invasivas.

K
L
Porque não encontro nenhuma informação sobre o meu animal de estimação?

Última atualização a 2022/08/16

Pode não encontrar informação sobre o seu animal de estimação se procurar nomes como “poodle” ou “chihuahua”. Estes são nomes atribuídos a raças de cães e não o nome comum de uma espécie/subespécie. Se quiser encontrar informação sobre o seu animal de estimação, procure através de nomes comuns mais gerais (ex. cão, gato) ou pelo seu nome científico (ex. Canis lupus familiaris; Felis catus). Embora, o ABP esteja a reunir esforços para incluir mais informação sobre espécies não-nativas nos Açores, como os animais domésticos, poderá encontrar pouca ou nenhuma informação sobre o seu animal de estimação no ABP (ver também Porque o ABP não apresenta informação sobre espécies invasoras?). Não obstante, se não encontrar o seu animal de estimação ou doméstico no ABP, por favor submeta a sua informação diretamente ao ABP através de email ou através da plataforma disponível no menu Contribuir Observação, ver também Como submeto uma observação?)

K
L
Porque há tantas classificações sobre o estatuto de conservação?

Última atualização a 2022/08/16

A classificação do estatuto de conservação das espécies pode ser baseada em convenções internacionais (ex. International Union for Conservation of Nature, IUCN) a regionais (ex. T100). O Governo dos Açores possui legislação de proteção da flora e fauna e utiliza classificação própria para a conservação e proteção de biodiversidade (para mais informação ver Decreto Legislativo Regional 15/2012/A). O APB apresenta as classificações internacionais e regionais disponíveis na secção "informação adicional" da página da espécie.

K
L
Onde encontro listas de espécies no ABP?

Última atualização a 2022/08/16

No ABP é possível criar listas de espécies segundo a sua classificação taxonómica, ambiente, estatuto de colonização, estado de conservação, nível de proteção e distribuição no arquipélago. Para criar e personalizar listas de espécies, por favor selecionar “Pesquisar Espécies” no menu superior “Procurar e Analisar”. Para mais informação, ver secção de Guias de Utilização no FAQs do ABP.

K
L
Porque encontro algumas entradas duplas na minha lista de espécies?

Última atualização a 2022/08/16

Ao criar listas de espécies na ferramenta ABP “Encontrar Espécies”, se existirem subspecies as espécies respetivas serão também listadas. Isto acontece, porque esta ferramenta do ABP foi construída primordialmente para ajudar os utilizadores a encontrar espécies ou subespécies. Para criar a sua lista de espécies final deverá remover estas espécies extra.

Adicionalmente, algumas convenções internacionais utilizadas pelo ABP para classificar estatutos de conservação/proteção do biota açoriano nem sempre é especificado quais subspecies (ex. subespécies recentemente descritas para os Açores). Nestes casos, os estatutos de conservação/proteção estarão associados ao nome da espécie (ver também Porque há tantas classificações sobre o estatuto de conservação?).

K
L
Porque é que o ABP não disponibiliza o estatuto de colonização em algumas espécies?

Última atualização a 2022/08/16

Isto pode acontecer por uma de duas razões:

  • Não existe informação disponível suficiente para poder classificar o estatuto de colonização da espécie nos Açores;
  • Há um ou mais taxa inferiores associados à espécie. Se for esse o caso, o estatuto de colonização estará associado à subspecies e/ou variedade. Por exemplo, Silene uniflora Roth subsp. uniflora é considerada nativa para os Açores, e Silene uniflora subsp. cratericola (Franco) Franco só ocorre nos Açores, ou seja é endémica.

K
L
O que são todos os nomes na página da espécie?

Última atualização a 2022/08/16

A página da espécie apresenta informação sobre o nome científico da espécie, o seu estatuto nos Açores e ainda o(s) nome(s) comum(s) (não científico) da espécie. Na tabela da “Taxonomia” pode também encontrar a classificação taxonómica da espécie (ex. nome da espécie, género, família, etc), ou seja, a posição da espécie na árvore taxonómica ou por vezes também chamada árvore da vida.

Actualizado a 2022/08/16